"Toda memória de um homem é sua literatura particular"

terça-feira, 26 de maio de 2015

O teorema do papagaio

Por muito tempo procurei por este livro que me parece não estar mais sendo editado. Muitos me indicaram sua leitura por ser um livro bastante inteligente que fala de matemática. Não gosto muito de matemática pelo simples fato de não compreendê-la, mas como li há um tempo atrás "O diabo da matemática" e fiquei muito impressionada com a qualidade, a curiosidade em ler "O teorema do papagaio" era grande.

O enredo se desenvolve ao redor do surgimento de um papagaio na casa de uma família francesa atípica, formada por um velho filósofo paraplégico, dono de uma livraria, uma moça de meia idade. que não tem laços de sangue com o dono da casa e seus três filhos adolescentes que tem em seus nascimentos um mistério.

Alem do surgimento do animal, o envio de uma carta por um amigo de faculdade, vinda de Manaus, seguida de uma biblioteca matemática rara para ser confiada às mãos do livreiro, também é um mistério para ser desenrolado.

Esses mistérios, juntamente com a inesperada morte do antigo dono da biblioteca misteriosa, estão diretamente relacionados com a descoberta/não descoberta de 3 teoremas matemáticos não resolvidos durante toda a história da matemática que é exposta no romance desde Tales e sua geometria até a matemática mais moderna.

Os personagens ora tem aspectos de filósofos, ora de matemáticos, ora de detetives; mas muito se engana o leitor ingênuo que cai na artimanha engenhosa do autor em fazer com que os personagens cheguem a pensar que a matemática pode desvendar todos os enigmas da vida.

"O teorema do papagaio" é um romance de mistério, história, filosofia, pedagogia matemática que faz com que as mentes fervam por respostas.

Valeu a pena a espera de sua chegada em minhas mãos. 

Um comentário: