"Toda memória de um homem é sua literatura particular"

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Corujas na Torre

Esses dias conheci a fofa da Marina, escritora do blog naestradadafantasia.com, onde ela fez uma proposta de produção de contos mensais, com temas específicos aos quais ela iria dispondo no decorrer do tempo. Como pouco gosto de escrever, adorei a ideia, mas quando vi o tema, tenho que confessar que desanimei: Explosão nuclear. Não gosto nem de livros e nem de filmes de guerra, combate, mortes em massa... não tenho estômago. Acho que a realidade é muito dura e a ficção, pra mim, existe pra suavizar as dores reais. Mas vi como um desafio e pronto, escrevi, Marina. Espero que gostem!

Corujas na Torre


Fazia uma manhã ensolarada, afinal, é Natsu em Hiroshima e logo os festejos do feriado de Natsu Yasumi começariam, e tudo se iluminaria como de costume de todos os agostos de todos os anos de verão.
Satisfeita e entorpecida após uma noite farta de caça, descansava a cabeça sob sua asa, uma linda Tyto Albas, lá no alto da torre da igreja, em seu ninho emplumado, em proteção à ninhada de dois ovos que logo rachariam, dando continuidade à vida.
Cara branca e redonda emoldurada de penas ocres, com um bico curvo apontado para si próprio, puxando a moldura de sua testa para baixo, como um coração. As corujas-de-Torre tem por hábito formar um único casal por toda a vida. Talvez seja a forma de seus rostos que as levem a um sentimento único de união.
O seu par deveria estar a caça da última refeição. Logo voltaria para o descanso. Logo estariam, novamente, ambos a chocar os ovos. Escondidos do sol, do calor, de tudo. Protegidos atrás da sombra da torre da igreja.
Lá embaixo a cidade já estava desperta há algumas horas. Todos correndo com seus afazeres: Indo ao trabalho, cuidando de suas famílias, indo às compras...
Um avião passou barulhento e fez com que o animal se estremecesse, mas já era de conhecimento que naquela época de festa, os fogos de artificio eram barulhentos e causavam uma luz piscante e colorida.
De repente:
LUZQUECEGA!
E nunca mais aqueles dois animais se encontraram, e a esperança de vida daqueles ovos nunca tiveram a chance de chegar a ser.
E do feriado de verão de Hiroshima, restou apenas alguns destroços da igreja.



13 comentários:

  1. Fabi, eu adorei! Quando você disse que tinha um personagem inusitado eu pensei que ia contar o ponto de vista da bombam acredita? Hahahah.
    Confesso que tenho uma forte queda por animais e adoro corujas, então me agradou muito que apesar do conto ser curto, eu fiquei muito triste pela curijinha no final.
    E amei a descrição que você fez dela, a conexão do formato do rosto com o par único, muito legal! Tamém gostei muito do LUZQUECEGA! Deu um efeito bem visual :)
    Me sinto completamente despreparada para te dar qualquer conselho, mas se tivesse que sugerir algo, eu diria que você poderia ter explicado melhor o que é o Natsu, já que isso me deixou curiosa. Ah, e espero que você se sinta mais à vontade com o tema do próximo mês! Beijos ;*

    www.naestradadafantasia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Ma!

      Bom, inicialmente pensei em fazer a bomba como protagonista narrador mesmo, numa ideia meio comic, ou anime, na verdade eu queria amenizar a tragédia. Mas depois pensei em algo mais poético, mais suave, algo como a sakura, ou um animal, daí vi uma matéria dizendo que atualmente está em moda ter corujas em bares japoneses, vi fotos horripilantes sobre o ataque no Japão, pesquisei data, hora, pessoas, efeitos... foi horroroso! Isso só mostra que não adianta sentar e escrever numa tacada, vc precisa ter bagagem, conteúdo, e tentar arrematar tudo num enredo só. A escrita começa na pesquisa, e até ruminar tudo é duro, ainda mais com um tema tão triste. Tentei ser sucinta pra mostrar a rapidez, estupidez e velocidade da destruição repentina, e deixar as coisas meio subliminares pra não causar tanto sofrimento no leitor, mas todos que estão lendo este conto, quase choram... não sei se isso é bom ou ruim, mas enfim, fico feliz que tenho gostado e agora... aguardar o próximo tema! Uhuuuuuuuuu!!!
      Wow, e não fuja não! Cadê seu conto, em, Dona Moça?
      Bjks!

      Excluir
    2. Acho que despertar qualquer tipo que seja de emoção no leitor é algo muito positivo! Inclusive os meus livros favoritos são os que mais me fizeram sentir algum tipo diferente de emoção, seja tristeza ou até mesmo loucura! Hahahahah.
      Quanto ao meu conto, ele está pronto :D Mas ainda estou pedindo ajuda de algumas pessoas para revisar ele. Realmente ficou bem grande Fabi, acho que na verdade acabei escrevendo uma novela. Mas não me incomodo com isso, o importante é que escrevi algo e fiquei bastante satisfeita com o resultado. Em breve coloco ele no blog! Beijo.

      www.naestradadafantasia.com

      Excluir
    3. Oie, Ma!!!

      Aguardando ansiosamente!!!

      Bjks e Boas Leituras!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Que post mais lindo, eu amei! Você é super talentosa, parabéns!

    - Tem post novo no blog -

    Blog Cantinho da And

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Andressa, você que é gentil em extremo!
      Bjks e migranto para seu blog !

      Excluir
  4. Adorei meu amor! Continua assim, VC esta me supleendendo a cada dia. Parabéns...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você que pensava que eu ia degolar as pessoas e sangrar a todos com o tema, em? Brigada, pela força, querido! Te amo!

      Excluir
  5. Achei seu pequeno conto de uma sensibilidade poética tão grande.
    Mesmo com poucas linhas, o conto é capaz de prender a atenção do leitor pela descrição muito bem elaborada.

    Parabéns!

    Abraços,
    ser-escritora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Ju!

      Muito obrigada pela visita e fico muito feliz que tenha gostado do meu pequeno conto! Bjks e Boas leituras!

      Excluir
  6. Achei seu pequeno conto de uma sensibilidade poética tão grande.
    Mesmo com poucas linhas, o conto é capaz de prender a atenção do leitor pela descrição muito bem elaborada.

    Parabéns!

    Abraços,
    ser-escritora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, JU!!!

      Obrigada, querida! Que bom que gostou!
      Bjks e Boas Leitura!

      Excluir