"Toda memória de um homem é sua literatura particular"

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Tag "Chocolate Literário"

Como é bom estar de férias e ter tempo livre pra fazer coisas inúteis como responder tags... 
Bobeira, na verdade aceitei essa brincadeira da Marina, blogueira de http://www.naestradadafantasia.com/ , porque não deixa de ser recomendação de leitura, né? 
O tema da brincadeira é relacionar livros com determinados chocolates, portanto, desfrutem!

"Iniciando leitura de "Saga animal quando recebi a tag"

1. Chocolate Amargo: Um livro com tópico obscuro.

Não adianta, pra mim, o mais obscuro de todos os livros, imbativelmente é "Drácula" de Bran Stocker. Na verdade, a obscuridade é tão grande que nunca consegui terminar de lê-lo. Tudo bem, sou uma medrosa nata! Desculpem-em, tá? :D

2. Chocolate Branco: Um livro leve e bem humorado.

Com certeza a saga de Bridget Jones! São três livros no total e o primeiro é o engraçadíssimo "Diário de Bridget Jones". Já existe filme para os dois primeiros livros e li boatos que já está para ser lançado, esse ano, nos cinemas, o filme do terceiro livro! Lógico que estarei lá para assistir!

3. Chocolate ao leite: Um livro que virou moda e você quer muito ler.

Na verdade não é bem um livro que quero ler, mas sim os livros de duas autoras brasileiras que estão super na moda e quero saber o porquê de terem estourado desta forma entre os leitores: Paula Pimenta e Isabela Freitas. Tudo que for delas e cair na minha mãe, tô lendo!

4. Chocolate com caramelo: Um livro muito melado.

Afffff, mais melado que "A Moreninha" não há! Costumo dizer aos meus alunos que este livro é a Malhação de dois séculos atrás! Que coisa mais melosa, credo!

5. Chocolate com waffer: Um livro que te surpreendeu.

Bom, esse tópico é difícil, pois foram vários! "Nárnia", "O crime do padre Amaro" e "A casa das Orquídeas" são alguns dos livros que me surpreenderam. Mas nesse tópico eu queria destacar dois poetas concretistas que sempre me surpreendem: Leminsky e Arnaldo Antunes. Além disso, quem sempre me surpreende é a lindíssima Clarice Lispector.

6. Chocolate com amendoim: Um livro que te fez surtar.

Mais uma vez vou apelar para o autor: Carlos Drummond de Andrade sempre me faz surtar! Ele sempre me faz ver o mundo por outros ângulos! Piro e adoro! 
Além de Drummond não posso deixar de citar aqui o surreal do "Alice no país das maravilhas": pirante!
"O prédio, o tédio e o menino cego" também é outra estória pirantemente surreal!
Alguém aqui já leu Kafka? e Nietzsche? Doidaços!

7. Chocolate quente: Um livro que te conforta.

Grande Sertão: Veredas. Ah, como amo! Toca-me tanto e tão profundamente que costumo dizer que é o livro da minha vida.

Bom, espero que tenham gostado dessa inutilidade pública. Alguém concorda com as opiniões literárias? Não? Então o melhor mesmo é comer chocolate e irmos ler qualquer coisa melhor! :D

Boas Leituras!

2 comentários:

  1. Fabi, você é tão culta! Hahahah.
    Vou te confessar algo, mas não fica chateada comigo não tá? Eu tenho trauma dos clássicos brasileiros por causa do colégio! Eu sei, isso é horrível :/
    Pelo menos comecei a ler literatura nacional contemporânea (já leu algo da Carina Rissi? Muito bom!), já é um começo :) Fico tentando criar coragem para ler os clássicos, mas não consigo. Tem tanta coisa que eu quero meeeesmo ler, que não consigo me obrigar a ler o que não quero.
    Ah, mas tenho vontade de ler algo da Clarice Lispector :) Recomendações?

    Beijos!
    www.naestradadafantasia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curta seria o termo adequado, e não culta! KKKKKKKKKKKK!
      Marina, eu acredito no seu trauma escolar e sei que, infelizmente, é algo muito comum, pois nem os professores curtem os clássicos, então como ensiná-los? Pra ensinar, vc tem que ter tesão (desculpe o termo) pelo que vc fala, pelo que lê, pelo que sugere em sala de aula. Infelizmente, meus "colegas", assim como eu, algumas vezes, somos assassinos culturais e literários, mas espero que esse número de assassinatos tenha uma queda, ao menos em minhas aulas (tenho trabalhado pra isso arduamente), e sinceramente, torço para que vc se recupere desse trauma triste.
      Clarice é lindo e complexo, comece com Laços de Família que é tão sensível e íntimo que não há como não tocar alguém como vc.
      Não conheço a Carina Rissi, mas vou procurá-la já!
      Bom, o importante, na verdade, é que continuemos lendo!
      Bjks!

      Excluir