segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Experiências mundanas/ por Cristiane Oliveira



Mesmo sem querer, acabamos sabendo de alguma notícia sobre a área política de nosso país.
Entre as últimas semanas de novembro até o momento ouvimos o vaivém do polêmico auxílio moradia para os magistrados e demais parlamentares do país.
A diversidade nos torna mais sábios e flexíveis e menos acomodados em certas realidades, correto?
Há alguns meses tive o prazer de me dedicar à uma leitura que me enxertou não só com mais  conhecimento de mundo como, também, um sentimento de que, de fato, unidade é o ponto chave.
A autora Claudia Wallin, jornalista e estudiosa da vida em sociedade de seu atual país, a Suécia, consegue de forma leve, clara e com diversos exemplos práticos mostrar como um lugar já cometido por certas práticas não muito justas, conseguiu ser um ponto de referência no quesito igualdade social.


Você já deve ter ouvido falar em algum canal de informação que a Escandinávia, em especial a Dinamarca, é o lugar onde as pessoas sentem a maior sensação de igualdade e justiça entre seus pares.
A mensagem do livro é bem clara: o bem estar e a justiça é uma tarefa de todos. É um trabalho em conjunto, feito com rigor e constância.
O foco é manter a positividade, buscar exemplos do que surtiu efeito mundo afora e, aos poucos, irmos sedimentando as pedras que darão lugar à uma morada que nos encha de orgulho.



Nenhum comentário:

Postar um comentário