terça-feira, 16 de abril de 2019

Comfort Book - Livro que aquece o coração - Lu Rabello


Você já ouviu a expressão “Comfort Food”? Seria algo como comida que conforta. Aquela comida que precisamos quando queremos nos sentir acolhidos, sabe?
Hoje eu vou falar sobre um “Comfort Book”. E o que é melhor? Ele também é sobre comida.

A resenha de hoje é sobre um livro delicioso: Como Água Para Chocolate




Eu já conhecia o filme que é muito antigo e lembro de ter adorado, mas não conhecia o livro. A Fabiana, que escreve com a gente, me falou a respeito e eu aproveitei para ler. Em poucas páginas, me apaixonei pela Tita.

Josefita de La Garza, ou, Tita, é a personagem principal deste romance.
Ela é a filha mais nova de uma família mexicana que faz da preparação de um prato uma alquimia colocando nas preparações seus melhores sentimentos, o que faz das refeições verdadeiros manjares dos deuses. É em frente as panelas que a mágica acontece.
Mas na família de Tita há a tradição de que a filha mais nova não poderá nunca se casar, pois a última filha mulher é quem deve cuidar da mãe em sua velhice.
E então a personagem começa a se questionar: E quem cuidará de mim, na minha velhice?
Nesse momento aparece Pedro para desandar de vez com os sentimentos familiares.
Ele, apaixonado por Tita, terá que se contentar com a irmã mais velha para poder ficar ao menos perto de sua amada. Que drama de amor!

A estória é muito envolvente. Acompanhamos os risos e lágrimas de Tita que entre tantas receitas contidas no livro, nos ensina como fazer um delicioso chocolate quente, como rechear codornas e até como curar queimaduras de pele. Mas além de tudo, como nunca devemos deixar nosso calor se extinguir. Mais do que bons ingredientes, precisamos de amor e ânimo para criar deliciosos pratos.




Após um banquete, em que Tita muito triste prepara a refeição, todo mundo passa mal com vômitos e diarreias. Resultado de um coração magoado.

As mulheres, tão acostumadas a abdicar de sonhos na vida em favor de terceiros, irão se reconhecer na pele da apaixonada Tita ,mas os homens, ao ler esse drama de amor, podem compreender melhor (um pouquinho) as dores e delicias que um coração feminino guarda.
Será que até a alma mais gelada ainda não tem uma fagulha esperando para ser acesa?

A autora Laura Esquivel acertou em ambientar essa linda estória no México. E quando a gente lembra do país, vem à mente pimenta, muito sabor e a chama ardente do amor. A estória também tem elementos fantásticos o que a deixa ainda mais encantadora.

O que eu aprendi com esta heroína, além de deixar aflorar os dons culinários, é que não devemos nunca desistir da felicidade. Nem nunca deixar de amar.
Como Água Para Chocolate virou um dos meus livros favoritos. Assim, de cara. Como o verdadeiro amor, bateu e ficou. Para ler e reler.
Corre pra ler essa delicinha de livro, mas antes passe no mais novo blog das colunistas Fabiana e Leila. As duas fadas criaram o blog Culinária e Horta. Tudo a ver com a postagem de hoje, ne?! Ele está cheio de receitinhas boas. Acesse Aqui. Sucesso, meninas.
Bjs e até a próxima


Um comentário:

  1. Que resenha tocante, Lu. Digna do livro comentado. Amo este livro, como vc já sabe, um dos meus favoritos. Inclusive, obrigada por colocá-lo em minha estante física, obrigada por citar o blog culinário, obrigada por sua amizade!

    Bjks!

    ResponderExcluir