terça-feira, 25 de junho de 2019

Livros adaptados para o cinema



Bastou um livro fazer grande sucesso, que logo vem as produtoras de filmes atrás, buscando carona no sucesso literário.
Esse ano de 2019, em especial, veio cheio de adaptações de grandes obras.


A começar por Kardec.

Livro:
Kardec - Data de publicação: 2013  
Autor: Marcel Souto Maior
Trailer aqui

Vi o filme no fim de semana de estréia em maio de 2019, e fiquei muito surpresa por encontrar as sessões lotadas. Surpresa, pois é um filme nacional, que não tem tanto incentivo cultural e ainda assim conseguiu transportar às telas, a história do codificador da doutrina espírita, Hippolyte Léon Denizard Rivail ou Allan Kardec.
No meio espírita é bastante conhecido, e agora por meio da sétima arte, pode se chegar ao grande público a história do professor Rivail que teve como missão de vida divulgar a doutrina espírita, a começar pelos fenômenos das mesas girantes.





Ele, ateu, duvidava de tais experiências até ver com seus próprios olhos coisas que a ciência ainda não pode explicar.
Filme imperdível que não deve em nada à grandes produções. E feito com muito esmero ao recriar a Paris do século 19 com todas as cenas externas feitas na própria cidade luz.

Livro:
O Cemitério - Data de publicação: 1983
Autor: Stephen King
Trailer aqui 

Talvez esse seja o livro mais famoso de S. K.
E ouso dizer, um dos melhores, na minha opinião.
Muitos fãs do escritor colocam It – A coisa (que terá a segunda parte do longa esse ano também) como sua obra prima mas O Cemitério é um clássico que deu origem até a um Cemitério Maldito 2. O 1º filme de 1989 é bem fiel ao livro. O outro desse ano, totalmente dispensável. Feito apenas para arrecadar dinheiro, mas sendo mal sucedido nessa tentativa.




Louis Creed, é um médico que se muda com a família para uma casa, localizada nos arredores de um antigo cemitério indígena, usado para enterrar animais de estimação. Após uma tragédia acontecer com a família, Louis, no auge do desespero, vê a oportunidade de trazer de volta à vida seus entes queridos.

Esse ano foi feita a refilmagem. Uma completa decepção. Além de terem mexido na estória. Veja aqui o trailer
A primeira versão é excelente e o autor, S. King faz uma ponta como o padre do lugarejo. 

Hitchcock também não perdia a chance de atuar em seus filmes. Que figuras! 


Um outro livro do autor que estreará ainda esse ano é Doutor Sono.

Lembram de O Iluminado? Doutor Sono é a sequência, feita após 39 anos!
Danny, agora já é um homem, com sequelas do trauma vivido com seu pai, deverá enfrentar um novo pesadelo.

Ewan McGregor é Danny Torrance em Doutor Sono. Sequência de O Iluminado

Mal posso esperar. Doutor Sono é ainda melhor que O Iluminado.
King, é o rei das adaptações. Sem trocadilhos

Livro:
O curioso caso de Benjamin Button  - Data de publicação: 1922
Autor: F. Scott Fitzgerald
Veja aqui o trailer

A adaptação não é desse ano mas lembrei dela depois de ler o livro, finíssimo, esse fim de semana e apesar de pequeno no tamanho, possui um conteúdo imenso.
Nunca na estória do mundo ouviu-se que alguém nasceu velho. Pois é essa a estória extraordinária que Fitzgerald irá nos contar.
O que poderia ter virado uma maluquice sem pé nem cabeça, acabou sendo um drama muito bem elaborado a respeito da velhice.
Um tratado sobre a vida, a relação entre pais e filhos e em como todos nos sentiremos deslocados ao menos uma vez na vida.
O filme (disponível no YouTube. Clique aqui) de 2009 foca mais no romance, tendo como casal Brad Pitt e Cate Blanchet. O livro tem um tom dramático mas ao mesmo tempo bonito e reflexivo.

O filme ganhou o Oscar de Melhor Maquiagem. Merecido. Surpreendente


Muitos acham que os livros sempre serão superiores aos filmes. Às vezes sim, às vezes não...o fato é que ao gostarmos muito de uma obra, ao vê-la adaptada, o prazer de reviver aquela estória será ainda mais gratificante.

Acompanhe nossas leituras no Insta
@linguaeliteratura_
@tworeadgirls
@fabipsanchez78
@leilabookcook
@cristianeolis78

Beijos e até a próxima
Lu

2 comentários:

  1. Eu adoro Stephen King. As estórias são sempre dramáticas e me prendem a atenção. O meu favorito é It! Lembro-me que levei 6 meses para lê-lo, pois era em inglês. Quando o terminei fiquei duplamente feliz. Primeiro por ter conseguido ler as mais De 1000 páginas e segundo por ter sido o livro mais extenso que eu tinha lido em outro idioma, até então.
    A estória de Benjamin Button eu só vi em película. Gostei bastante. Confesso que depois de ter visto o filme Meet Joe Black, com Brad Pitt e Antony Hopkins, passei a ter mais respeito pelas atuações do Brad. E ele fez um ótimo trabalho no Curioso caso de Benjamin Button.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris. O King é mais conhecido por ser o mestre do terror mas ele é um grande escritor, por isso mesmo, arrasa no drama, e ate no genero policial, o qual ele se aventurou mais recentemente. Ainda nao terminei IT. Parabens por lê-lo em inglês, vitoria dupla rsrs
      E Brad Pitt mostra que nao é só a estampa, é tb um otimo ator. Preciso rever esses dois!!
      Bjs

      Excluir