sexta-feira, 8 de maio de 2020

Desafio de escrita: "Tudo o que sei é que nada sei" - por Fabi Sanchez

Olá, caros leitores!!!

O desafio de escrita desta semana é inspirador! Sim, para cumpri-lo precisaremos tomar da fonte de algum pensador que tenha escrito alguma grande máxima para a partir daí, podermos elaborar o nosso texto da semana. 
Bom, eu vou em Sócrates, pois ele me acompanha com essa máxima, e você? Boa leitura.

Só sei que nada sei | Frases construtivas, Frases interessantes ...

Tudo o que sei é que nada sei

Quem nunca leu ou ouviu uma frase que ficou marcada na memória? 
Eu, na verdade, tenho várias citações cá no meu banco de desmemória.
Minha mãe sempre foi uma enciclopédia de citações, principalmente de ditos populares. A situação está complicada e não há solução para tal problema no momento? "Nada como um dia após o outro com uma noite no meio".  Aquela sua prima de quarenta anos tem absoluta certeza que ficará solteira para sempre? "Sempre há um sapato velho para um pé descalço". Depois de muito persistir, ainda não chegou ao seu objetivo final? "Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura" Está com tédio, depressivo, com raiva mortal do seu serviço? " O trabalho dignifica o homem". Mesmo depois de tão sábio conselho, largou o serviço, e está na pior, desempregado, pensando besteira? "Mente vazia, oficina do diabo". O desemprego fez com que o dinheiro acabasse e as desavenças em casa aumentaram? "Casa onde não tem pão, todos brigam e ninguém tem razão", ou seja, minha mãe tem uma citação para quase todos os tipos de ocasião. 
E cresci assim, ouvindo a sabedoria das metáforas curtas e objetivas (só depois de algum tempo descobri que metáforas podem ser objetivas, por mais antitético que isso possa soar).
E meus olhos e ouvidos ficaram treinados para observar as frases curtas de impacto dos discursos orais e escritos dos meus interlocutores.
E continuei ouvindo.
E continuei lendo
E comecei a entender que a comunicação era algo intrínseco a mim. E por isso mais li, mais estudei, mais conversei, mais ouvi. E comunicando-me com o passado, escutei um sábio senhor chamado Sócrates que me disse: "Tudo o que sei é que nada sei."
E me olhei, e me li, e me estudei, e conversei comigo mesma e ouvi-me. Percebi-me de que tudo o que lera, estudara, conversara e ouvira, era pouco. 
As visões são multiplamente tantas que a conclusão que obtive é que sou eco de Sócrates e sendo assim, resolvi-me a na continuidade do ouvir, do ler, do estudar, do escrever...
...infinitamente sem fim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário