segunda-feira, 6 de julho de 2020

Desafio de escrita - Amor sem âncora - por Fabi Sanchez

Olá, queridos leitores!

O texto desta semana é para ter como cenário um lugar muito inspirador: a praia!
Então vamos lá.

O que seria do Brasil sem o mar?”, provoca Frederico Brandini ...


Amor sem âncora

Netuno,
Poseidon,
Iemanjá. 
Tudo o que sei é mar.

Nas ondas de antes
De agora e depois
Espumantes
marolas de cais
onde cai,
não ancora,
demora
em vir 
me ver
pelo mar
você
se foi num tsunami sem fim
em mim
tragada na força
salgada
do suor
alagada 
de amor.

Água maior,
berço da vida,
me irriga
com o retorno 
de quem foi;
abandono
em imensidão 
de meu manso coração
solidão homem:
Poseidon.

Fazia tempo que não escrevia em versos, matei a vontade, espero que tenham gostado!
Bjks e Boas Leituras!

Fabi

6 comentários:

  1. Ah que saudade do mar! Água salgada pra lavar a alma. Adorei Fabi! Vc sempre arrasa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem logo vamos poder voltar a visitar o mar, quem sabe até não nos encontremos por lá, em?
      Obrigada por seguir, querida, bjks de sal!

      Excluir
  2. Alexandre Leozipio6 de julho de 2020 18:01

    Parabéns amor, muito lindo esse poema. Você sempre arrasa nas suas escritas.

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso Fabi👏🏻👏🏻
    Encantada com o poema♥️
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir