sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Desafio de escrita: Guisado de afeto - por Leila Jacob

Caro leitor, 
O desafio da semana é bem interessante, escreva sobre uma experiência com uma comida que goste ou odeie. Todos temos memorias afetivas na cozinha e claro algumas coisas que odeiam e não chegam nem perto. Pois bem, hoje vou contar minha experiência, espero que curtam.

Carne Guisada Recipe (Mexican Style) | Kitchen Gidget

Guisado de afeto


Quando se fala de comida meus pensamentos voam bem longe, desde novinha vejo as mulheres da minha família na beira do fogão conversando sobre a vida e cortando diversos ingredientes. A mistura dos ingredientes com as conversas variadas davam mais sabor a comida em si, por exemplo, poderia ter "O macarrão alho e óleo e como ensinar o seu filho ser menos mimado", "A galinhada e o dia que eu pari meu primeiro filho", "A feijoada e como conheci seu avô", entre outros infinitos assuntos.

Minha avó materna, que já descansa em Deus, era bem ranzinza, mas fazia pratos como ninguém, nos meus primeiros 5 anos de vida ela morou perto daqui de casa, como mamãe trabalhava os afazeres daqui de casa ficavam por conta dela, inclusive a comida ela preparava. 
Fazia tudo e no final sentávamos no chão, mesmo havendo mesa, e ela me dava comida na boca, eu amava essa boa vida.

A comida que ela fazia e eu amava, era o guisado de carne, era saboroso demais, não como aqueles sem cor e insosso que vejo por ai. 
Hoje eu sei que ela colocava vários temperos industrializados mas mesmo assim era delicioso, ela enchia o prato de arroz feijão, guisado e farinha de mandioca. Como boa baiana amava uma farinha de mandioca, me chamava pra comer e fazia bolinhos com mão e comíamos felizes da vida. Era como se fosse nosso queijo com vinho.

Depois que minha avó foi embora para sua terra natal senti falta da sua comida bem temperada, a sorte foi que ela deixou de herança a boa mão para refeições para minha mãe que faz um guisado idêntico.

Na ultima vez que ela veio nos visitar em 2009, mesmo ano que nos deixou, ela não podia mais cozinhar pois a saúde não permitia, minha mãe fez o tal guisado e ela comeu conosco, naquele dia eu falei como aquele prato era importante pra mim e ela mal sabia. Depois de varias tentativas eu consegui fazer um parecido, nada comparado ao das mulheres de mão cheia da minha família.

Eu poderia contar como eu odeio sushi, como eu passei mal comendo uma paella mal feita, o dia que eu odiei a lasanha com todas minha forças, e o dia que eu fiquei com raiva de pudim...essa historia vou contar daqui umas semanas, enfim o guisado de afeto de minha avó sempre vencerá.




Siga-nos no Instagram

@fabipsanchez78
@tworeadergirls
@cristianeolis78
@culinariaehorta
@leilabookcook 




2 comentários:

  1. Leila! Que vontade de comer esse guisado! Eu TB adoro farinha na comida. Agora fiquei curiosa com a lasanha e o pudim. Conta pra gente

    ResponderExcluir
  2. Ahhh, fmília e comida sempre tem tudo a ver!!! Agora, esse último parágrafo, deixa a gente com vontade de saber mais, heim?

    ResponderExcluir