terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Término do Projeto de Escrita Criativa

 Olá, povo que lê!!!

TERMINAMOS!!! 

Uhuuuu!!! Foram postagens desde com desafios. Foi fácil? Não, não foi! Mas foi bom? Não, não foi bom, foi ótimo!  E eu e a Leila vamos falar aqui, logo abaixo, como foi esse projeto para nós e qual a importância da escrita, depois dessa experiência, em nossas vidas.



Fabi

Que ano, minha gente!!! 

As pessoas, num geral, dizem que foi um ano ruim devido a pandemia; eu, particularmente, não tenho do que reclamar: Primeiramente por estar saudável, segundo por estar mais próxima a minha família  e terceiro, mas não menos importante, escrevi muito, escrevi pra arrebentar, escrevi pra valer. E uma das ferramentas que me ajudou muito a fazer isso foi esse Desafio de Escrita Criativa que eu e a Leila resolvemos fazer. 

Os desafios eram semanais e os temas super diversos, isso me levou a dois problemas:

1. Sair da minha zona de conforto de escrita: muitas vezes tive que pesquisar muito não só o gênero, mas o tema para a escrita. Aprendi por conta a minha própria técnica de escrita, por isso, agora, para mim é normal pensar no tema, pesquisar e anotar as pesquisas, rascunhar um esqueleto do enredo, geralmente em tópicos, do local e dos personagens e assim montar um Frankstein de texto por inicial, para depois ir construindo o texto final usando a estilística e a estrutura de cada gênero. 

2. Organizar uma rotina de escrita: no começo foi uma loucura! Eu ia tentar escrever na véspera e ficava em pânico. Pensei, por muitas vezes, até em desistir, pois não dava conta. Mas então resolvi me organizar e tentar criar uma rotina de escrita. Coloquei todos os temas na agenda, programei o calendário de escrita e tentava sempre já ter o texto pronto com uma semana de antecedência e para isso me obriguei a ter um horário fixo de escrita/pesquisa ao menos três vezes na semana (na verdade eu e a Leila nos propusemos a isso: dia tal, hora tal, nós duas nos conectávamos para escrevermos, cada qual seu próprio texto, uma dava força pra outra). Tenho que admitir que a correria do dia a dia e os afazeres paralelos muitas vezes me tiraram o foco e por isso que os posts saíam mega atrasados. Escrever ainda não põe pão na mesa aqui em casa, então tenho que correr por fora e, se não me programo, a escrita realmente sempre fica para segundo plano.

Enfim, os desafios me levaram a um novo patamar de escrita, tanto é que a empolgação foi tanta, que publiquei meu primeiro e queridíssimo Causos de Açúcar (finalmente consegui terminá-lo) e no fim do ano também publiquei 3 contos na coletânea Magia de Natal (ambos podem ser comprados comigo, vai com autógrafo  dedicatória! Uhuuu!!!). Além disso, os desafios de escrita criativa me despertaram para iniciar meu primeiro romance "Lucy" (já tem dois trechos dele aqui no blog) e desenvolver outro projeto de contos aqui, o qual apresentarei semana que vem (vocês não podem perder, vai ser mega legal!).

E pra finalizar, o Desafio de Escrita Criativa só me fez confirmar duas coisas:

1. A escrita me tira dos meus problemas, me leva a uma outra esfera, faz com que eu tire de mim o que tenho de oferecer de melhor ao outro. Escrever pra mim é doído, mas quando termino, me dá a melhor sensação do mundo, não tem como não comparar com o parto: é aquela dificuldade, por nove meses, no momento então, uma dor que parece q vai morrer, que não vai dar certo, mas quando nasce, é uma emoção sem igual, você quer gritar pro mundo que nasceu e quer que todos admirem tanto quanto você admira. Meus textos são pequenos filhotes de mim.

2. Tudo que sei é que nada sei, já diria o filósofo. Quando você pensa que está apto, pronto, você é desafiado a pesquisar e estudar mais, porém uma coisa é certa, quanto mais a gente treina, mais preparado para escrever está,  portanto nada de ficar esperando a inspiração chegar. O negócio é sentar a bunda na cadeira e rachar a cabeça na frente do computados até sair o texto, sem procrastinar.

Pra terminar, queria muuuito agradecer à Leila que super me apoiou nessa jornada e que não desistiu, aliás, Leiloca, tenho muito orgulho de você, seus textos evoluíram demais e você é extremamente talentosa. Vejo um futuro literário brilhante à sua frente.

E claro, quero agradecer imensamente a todos os meus leitores que estiveram presentes por aqui, lendo, apoiando, comentando. Sem vocês, nada disso faz sentido! Aliás, qual dos textos do Desafio de Escrita Criativa vocês mais gostaram? E fiquem de olho que semana que vem tem desafio novo por aí!

Leila

O que te faz evoluir?

Quando comecei esse projeto com a Fabi não criei muitas expectativas de terminar, pelo menos logo. Estava com muitos planos que com certeza não me deixariam com tempo livre para escrever, janeiro e fevereiro foram cumpridos com êxito, nesses dois primeiros meses de 2020 eu participei de alguns projetos muito legais mas ainda estava encaminhando e fazendo acontecer meus planos que não tinham nada a ver com a escrita.

Resultando: Algumas decepções, planos embaralhados e uma pandemia. A única coisa que estava indo bem era o que eu tinha colocado menos fé, o desafio de escrita.

Presa dentro de casa e sem prazo para nada. A minha criatividade ganhou um lugar que ela nunca tinha ganhado, não só para a escrita mas também outras artes que sempre fui apaixonada. 

Desde a faculdade eu não pesquisava tanto como foi em 2020, era uma palavra nova e descobertas novas a cada texto. Era tantas abas abertas no momento de escrita e se alguém passava na minha frente querendo conversar nesses momentos eu logo soltava um "Shhh! Eu estou escrevendo!". Agora entendo bem quando os autores agradecem a compreensão dos familiares. Até o vírus me visitou e ficou comigo por 15 dias, mesmo com falta de ar, dor, sem sentidos e outras coisa mais, eu escrevi.

Eu agradeço a minha amiga Fabiana que foi um apoio excepcional nessa caminhada, uma mulher que admiro muito e pude acompanhar sua odisseia 2020 mesmo longe, pelo WhatsApp e Stories. Aprendi muito com você Fabi!

Aos leitores do blog, adorei receber comentários e mensagens de todos vocês, é por amor que estamos aqui e ficamos felizes a cada palavra que nos mandam. Espero vocês em todos os posts de 2021.

Eu me surpreendi olhando até onde cheguei e que bagagem eu trouxe comigo para 2021. Foram muitos problemas que 2020 trouxe ao mundo, mas o ser humano percebeu o quanto somos frágeis e que não tem lugar no mundo que se possa fugir, temos que encarar as situações difíceis de frente e com sabedoria.

A escrita é evolução, me mostrou até aonde eu consigo ir. Como evolui nesse 2020 apesar de escrever há tempos, minha maior conquista foi a escrita.

Deixe seu comentário!



Siga-nos no Instagram

@fabipsanchez78
@tworeadergirls
@cristianeolis78
@culinariaehorta
@leilabookcook 













 





Um comentário:

  1. Parabéns, gurias. Desafios são enriquecedores e com eles nos conhecemos mais.

    ResponderExcluir